quarta-feira

Um conto pode virar uma aula de matemática??????

Claaaaaaaaaaaaaaaaro!!!!
E das ótimas!!!
Além de contar histórias eu tenho + duas paixões:
Letramento e MATEMÁTICA

Sou apaixonada por jogos matemáticos.

Se quer ensinar matemática, vá por esse caminho, caso contrário
você vai gastar muita saliva para dar uma aula chata...kkkk

Os jogos são divertidos e tornam a sua aula um show!!!!
... vai por mim, que eu entendo do babado...kkkk

“Matemática é o pensamento sem dor.”
(Mário Quintana)


Por ser um conhecimento universal, a matemática é capaz de situar a criança em sua cultura, em sua comunidade e no mundo, pois proporciona a este ‘ser’ desenvolvimento global e harmônico, preparando-o para o exercício consciente da cidadania.


Portanto é vital que este tema seja explorado e debatido por educadores, afim de descobrir meios estimuladores, para oferecer uma aprendizagem significativa que como mencionou Mário Quintana.
“... sem dor.”
Existe, na educação e na cultura social, a equivocada ideia de relacionar o
 ‘ensino /aprendizagem’ com sofrimento e castigo.
A matemática, então, sempre foi considerada como uma disciplina muito difícil
que só os “muito inteligentes”, “gênios” ou aqueles que “sabem tudo na ponta da língua”
são capazes de aprendê-la.

Porém, não devemos esquecer, que a etimologia da palavra
 “Matemática” significa: a arte de compreender.

E a compreensão é algo interno, subjetivo, individual.
É algo construído, que vem de dentro para fora.
Pensar e fazer matemática implica estudo, dedicação e empenho, não, necessariamente sofrimento e castigo. Pode, inclusive significar prazer, dependerá do modo em que é abordada.
E esse é o grande desafio.


Acredito na criação de um espaço físico em que seus principais recursos são:
‘os jogos’,
 apresentando a matemática sob um novo ângulo de forma desafiadora, lúdica e divertida,
sem as habituais cobranças.
Defendo a criação da MATEMOTECA nas instituições de ensino
como meio desafiador e estimulante para o aprendizado da MATEMÁTICA.

Afinal, o jogo tem valor terapêutico, desenvolve confiança e iniciativa, ensinando a criança a se relacionar com o conhecimento, com as pessoas, com seus problemas, a superar suas frustrações, a aceitar suas capacidades, enfim ensina valores humanos, valores para a vida.

Claparède (1946) cita:
 “ ... o jogo é trabalho, o bem, o dever, o ideal da vida. É a única atmosfera na qual o ser psicológico pode respirar e consequentemente agir.
A criança é um ser que brinca e nada mais.”


Já Chateau (1987) afirma que:
 “ a infância serve para brincar e imitar. É pelo jogo que crescem a alma e a inteligência.
Uma criança que não sabe brincar será um adulto que não saberá pensar.”

Cabe lembrar que o jogo não é uma solução mágica para os problemas de aprendizagem,
mas um recurso extremamente benéfico,
um grande aliado capaz de proporcionar resultados significativos.

Dessa forma acredito que os jogos podem criar um “entre”, ou melhor,
uma “ponte” entre a matemática e o aprendiz,
pois na concepção de uma MATEMOTECA, um ambiente lúdico, desvinculado da sala de aula e da obrigação do “certo”, a criança, então, encontra um ambiente seguro para aprender.



Chega de papo, vamos as ideias...


Ano passado, fui convidada para ministrar uma oficina de matemática
organizada pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU, no dia 31 de Outubro.
é claro comecei a oficina com uma história:

Esse livro de Jon Scieszka é fantástico, brinca com o números e com situações do dia a dia
que envolve problemas matemáticos e como isso pode deixar uma criança apavorada....
morrendo de medo da....

MONSTROMÁTICA






O livro passou de mão em mão...

Opa... a oficina foi chic!!!
Tivemos cobertura da TV universitária.

Aqui convidei os participantes a contruírem um

MONSTROMÁTICO

Que ia virar um crachá colorido para dividirmos os grupos pelas cores.

 viu'??... aqui já começamos a usar situações matemáticas.
Tanto para construir, selecionar, classificar...etc.



Grupos divididos... vamos brincar!!!
Afinal oficina boa é aquela que dá para aprender brincando...kkkk!!!


Jogos que foram apresentados
para trabalhar com crianças de 3 a 9 anos:

1. Macaco disse...
Uma corrida maluca.
Regras criadas pelas equipes.
Fichas para regras
Fantoche de macaco para guardar as regras.
Objetivo: quantidade e discriminação.


Exemplo das regras criadas:

5 passos de Elefante
4 passos para trás
2 passos para o lado direito
5 passos de formiga
O maior passo que conseguir
5 pulo para frente

e por ai vai... foi bem divertido... deu para dar boas gargalhadas.

Observem o detalhe... o jogo não existia, foi criado na hora e jogado.
Construir é algo fantástico, que dá um poder para as crianças que jogam,
além de proporcionar oportunidades para criarem outros...



2. corrida de sequência
1 cordão de 1m com um palito de fósforo amarrado e pote de contas.
Cada equipe monta uma sequência e trocam entre si.
Ganha a equipe que montar a sequência várias vezes até a marca.
Objetivo: conta e sequência de cores.

3. catando brilho
Um punhado de lantejoulas coloridas para cada grupo.
Cada equipe escolhe uma cor para os adversários e ganha a equipe que separar mais rápido as lantejoulas.
Objetivo: discriminação visual por cor.




4. Corrida do por dentro, por fora... por dentro, por fora

A vovó está atrasada e conta uma história para os netos ajudá-la a passar a fita no passa fita.
Material: 1m de passa fita como 1m de fita colada em uma das pontas.

Um jogador de cada equipe passa a fita por dentro, por fora... ganha que terminar primeiro.

Objetivo: conceitos





5. Que bagunça... Ache as fitas!!!

As equipes deve procurar em uma monte de fitas pelo menos 5 fitas do mesmo tamanho.

Ganha quem achar primeiro.

Objetivo: medição, comparação.

Esse jogo pode ter outras variações:
Procurar a maior e a menor.
Estimar medidas e depois conferir medindo.
Ordenar da maior para menor ou vice-versa.


6. corrida do clips
Durante 1 minuto um jogador de cada equipe deve montar uma corrente de clips, ganha que conseguir fazer a maior.

Objetivo: medição

Variações:
Fazer corrente e dar ditado de formas geométricas


7. Medindo folhas

As equipes de usar palitos como instrumento para medir uma folha.

Ganha a equipe que medir primeiro.

Objetivo: medição e contagem.


8. Construindo muros

O muro tem que ter 10 tijolos na base enfileirados e 5 pilhas de tijolos.

Um jogador de cada equipe joga o dado e descobre quantos tijolos pode usar para construir seu muro. Ganha quem terminar o muro primeiro.

Objetivo: contagem e organização espacial.



9. Fazendo formas com tijolinhos

Cada jogador tem que  fazer: um quadrado, um triângulo, um retângulo e um círculo usando os tijolinhos.

Um jogador de cada equipe joga o dado e descobre quantos tijolos pode usar para construir suas forma. Ganha quem terminar de construir as formas primeiro.

Objetivo: Conhecimento de formas, contagem e organização espacial.

Observar se houve estratégia.
Por exemplo, crianças com visão espacial  farão as formas como usando menos peças.



10. Jogo do Smile
(eu adoro esse!!!)

Confecção do smile.( uma bola amarela de EVA com uma carinha feliz de um lado e triste de outro)

Dados e palitos.

Cada jogador arremessa o dado e a carinha, número que sair corresponde ao nº de palitos que o jogador pode pegar e a carinha determina quem fica com os palitos:

Feliz, com o jogador e
triste, com o adversário.

Objetivo: contagem, ganhar e perder.

Obs.: Se a criança não sabe contar observe a estratégia que ela usa para descobrir quem ganhou.




11. Jogo: Salve as formas geométricas - smile

Confecção do smile.

Dado de formas

Caixa monstro
Formas.


Cada jogador arremessa o dado e a carinha, pegar à ficha correspondente a forma que sair no dado, a carinha determina se fica com as formas ou se são devoradas pelo monstro...

Objetivo: contagem, discriminação de formas e cores, ganhar e perder.



FORMAS GEOMÉTRICAS ... e vária FORMAS de jogar...
12. Corridas das formas

Dado com formas, cores e números.

Ganha a equipe que enfileirar primeiro 25 formas.

Objetivo: discriminação de formas, discriminação de tamanho, cores e contagem.

Observem que coloquei formas de vários tamanhos, para criar varias opções de jogos como por exemplo uma corrida com ponto de partida e chegada, dessa forma podemos descobrirmos se a criança que joga tem estratégia, pois a mesma que tem visão espacial além de selecionar a forma também escolherá
pelo tamanho.

É nesses detalhes que a princípio parecem bobinhos é que fácil de perceber quem tem e
quem estratégia para jogar.




13. Senha

Um participante cria uma sequência de formas usando 4 cores

Cada participante tem direito de fazer 5 sequências.

Cada forma que tiver na posição certa ganha 10 pontos.

Cada cor que tiver na posição certa ganha + 10 pontos.

Ganha a equipe que fizer mais pontos.

Objetivo: discriminação de formas e cores, probabilidade.


14. Senha com pistas

Um participante cria uma sequência de formas usando 4 cores e tamanhas diferente, pode repetir formas.

Cada participante tem direito de fazer 1 pergunta e 5 sequências.

Cada forma que tiver na posição certa ganha 10 pontos.

Cada forma que tiver no tamanho certo ganha 10 pontos.

Cada cor que tiver na posição certa ganha 10 pontos.

Ganha a equipe que fizer mais pontos.

Objetivo: discriminação de formas e cores, probabilidade.



15. Macaco disse... das formas

“Separe 4...bolas azuis...pequena”

Um de cada equipe perto do monte de formas obedecendo aos comandos.

Cada acerto um palitinho, ganha que conseguir mais palitos.

Objetivo: discriminação visual, forma e cores.



16. Caixa monstro

Colocar vários objetos ou formas geométricas na caixa.

O monstro comeu....

Um participante escolhe um objeto da caixa e descreve algumas características e passa para o adversário que tenta descobrir qual é o objeto. E assim sucessivamente todos brincam.



Variação:

Eu vejo...

( usar o ambiente com recurso)



Objetivo: desenvolvimento da linguagem, discriminação visual, observação.


17. Descubra se puder...

Um jogador esconde um objeto no ambiente e dá pistas dá posição e do objeto.

(quente e frio... cor e forma)

Objetivo: Atenção, discriminação visual, observação.



18. Eu vejo uma pessoa...

Todos no círculo.

Um competidor descreve uma pessoa enquanto uma de outra equipe está de costas para o grupo.

Depois ela se vira e tenta descobrir que é pelas pistas apresentadas.

Objetivo: Atenção, discriminação visual, observação.



19. Fronteira

Fita crepe

Divida a sala ao meio usando a fita crepe.
E escolha dois prefeitos.



Existem dois países.

E os prefeitos querem atrair pessoas para suas cidades.

Através de perguntas de atributos as pessoas serão recrutadas e vão atravessar a fronteira para as cidades.

Cada cidade tem direito a cinco recrutamentos.

( sapato, relógio, irmão... etc.) não vale: mulher, homem, celular, educadora.. etc.

Ganha quem conseguir recrutar mais pessoas




20. Caixa monstro

Uma pessoa tira uma forma geométrica da caixa e a coloca em uma posição em relação a caixa e mostra ao grupo.

Os competidores entram e tentam adivinhar onde a pessoa colou a forma.

Depois tentam adivinhar a forma e a cor.

Vale 10 pontos cada acerto

São 5 jogadas.

Objetivo: levantamento de hipóteses e probabilidade.



21. Bola na caixa – Dentro e fora

Lançamento de bolas de jornal na caixa

10 jogadas ganha quem acertar mais vezes dentro.

Objetivo: conceito – Dentro e fora

Variação:
Dentro ganha 10 pontos
Fora perde 2 pontos



22. Conjunto de sapatos:

Cada jogador deve procurar no grupo 4 sapatos que tenham o mesmo atributo.

Ganha que conseguir formar o conjunto primeiro.

Objetivo: Atenção, discriminação visual, observação.



23. Coisa que são...

Cada participante retira da caixa 3 objetos que tenham características semelhantes.

Ganha o primeiro que conseguir.

Objetivo: Atenção, discriminação visual, observação.



24. Corrida do lápis –
Formas geométricas riscada de giz no chão do pátio
2 lápis

vamos dar a volta na forma usando o lápis.

Ganha a corrida quem der a volta em todas as formas primeiro.

Objetivo: discriminação visual e formas.













25. Comportamento/Combinados

Jogo das bolinhas vermelhas e azuis.

Atitudes legais bolinhas azuis.

Negativas, bolinhas vermelhas.

Fim do período( dia ou semana) contagem das bolinhas.
Se tiver mais bolinhas azul propor ao legal como a hora do cinema, se tiver + bolinhas vermelha
conversar para descobrir o que houve e com reverter isso.

Objetivo: contagem e estimativa.



26. Batata quente

Batata

Números

E dado com ações ( dar 3 pulos, 5 passos até a porta...)

Todos em roda, circulando a batata quando queimar o participante deve tirar um número e jogar o dado para descobrir qual prenda deve pagar.

Quem pagar a prenda corretamente marca pontos.

Objetivo: contagem e atenção.

Variação:
Tirar um número da batata quente jogar o dado e fazer uma conta:
somar, subtrair, multiplicar ou dividir.


Tirar o número da batata e
dobrar, triplicar, metade, o nº seguinte o anterior...etc.



27. Baralho 10

22 cartas para cada jogador

Escrever de 0 a 10 2vezes.

Ganha quem fizer 10 mais vezes.

Objetivo: contagem, levantamento de hipóteses, pensamento reversível.


Esse jogo é fantástico, ótimo para crianças de 06 e 07 anos.




Sacola surpresa

Pelo tato descobrir qual forma geométrica tem nas mãos ou pelo tato, tirar a peça pedida.
28. Bingo + 5


1 cartela para cada jogador numerada 6 a 11

1 dado

Ganha quem fechar primeiro.

Objetivo: contagem, soma.



29. Bingo 10

1 cartela para cada jogador numerada 4 a 9

1 dado

Somar com número do dado e marcar o que dá resultado 10.

Ganha quem fechar primeiro.

Objetivo: contagem, soma.



30. Jogo cego

Venda para os olhos de todos os participantes.

5 potinhos com grãos

Descobrir qual potinho tem:
+ grãos
- grãos
Quantidade igual
Quantidade determinada

Ganha quem descobrir primeiro

Objetivo: contagem



31. Siga a trilha de migalhas...

Joãozinho fez uma trilha secreta

Repita a trilha e chegue ao pirulito

formas geométricas de diversos tamanhos

Tamanho: pequeno, médio e grande.

Objetivo: Atenção, discriminação visual, observação.



32. Corrida das molas

Mola

Dado( joaninha, abelha , grilo, água)

Dado numérico

Contas coloridas( joaninha/vermelha, abelha/amarela , grilo/verde, água/azul)

Ganha que conseguir levar todas as peças até a flor.

Objetivo: Atenção, discriminação visual, observação.








35. Memória 10

Fichas de 1 a 9 , 4 vezes

Espalhe as fichas viradas para baixo.

O jogador deve tirar toda vez que somar 10.

Ganha quem fizer mais vezes o 10.



36. Faça 10

Tabuleiro quadrante

1-22 x

2-16x

3-12x

4-7x

5- 4x

6- 2x

7-2x

Coringa- 1x

Os jogadores tem que somar 10 em uma sequência de 4 cartas, na horizontal, vertical ou diagonal e recolher as cartas.

Ganha que fizer mais vezes a soma do 10.

Objetivo: Atenção, cálculo mental, pensamento reversível, observação e estratégia.




38. Jogo da velha 5

Tabuleiro com 25 casas

A pessoa que alinhar 4 vence.

Objetivo: Atenção, observação e estratégia.







39. Cubra os números

2 centopeia de 2 a 12

2 dados

Cada jogador joga e soma os dados.

Ganha quem cobrir primeiro todos os números

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.

( pode oferecer palitos para acriança que ainda não soma.)



40. Cubra o dobro

2 centopeia de 2 a 6

2 dados

Cada jogador joga e soma os dados.

Ganha quem cobrir primeiro todos os números

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.

( pode oferecer palitos





43. Cofrinho 5 centavos

14- moedas de 1

14- moedas de 2

14- moedas de 3

14- moedas de 4

Cada jogador recebe 14 moedas que ficaram com a face para baixo.

Na sua jogada vira uma carta se não der a soma ele descarta na mesa se o adversário virar uma carta e na mesa tiver alguma moeda que somando dê 5 centavos ele pode recolher e depositar em seu cofrinho.

Ganha quem depositar mais dinheiro.

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.



Variação: Cofrinho 10 centavos



34. Jogo da cobrinha

Quanta comidinha cada cobrinha irá comer???

Cada jogador terá que responder mediante a uma pergunta.

Ganha que acertar.

São três cobrinhas, sendo que a segunda é dobro da primeira e a terceira o triplo da primeira, então cada cobrinha deve comer em proporção ao seu tamanho, se a primeira come 2 bolinhas, a segunda deve comer quantas??? E se a última comer 9 bolinhas, quantas a primeira vai comer???

Objetivo: Atenção, cálculo mental, pensamento reversível, noções de dobro e triplo, observação e estratégia.



41. Dominó quadrado

60 cartas numeradas de 1 a 9

Palitos

Cada jogador recebe 15 cartas e deverá jogar combinado de forma que some e consiga mais pontos.

Ganha quem tiver mais pontos.

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.



42. Dominó dos Pares

Um jogo de dominó( confeccionar) quadrados com números de 0 a 9 de cada lado

Palitos para contar

Posicionar os dominós de forma que a soma dê um número par.

Ganha quem fizer mais pontos.

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.




44. Dez em 9

36 fichas de 1 a 9

9 cartas enfileiradas de 3 por 3 e um monte ao lado com o restante.

Cada jogador na sua vez tira 2 cartas que correspondem a soma 10

Ganha que conseguir reunir mais cartas.

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.



45. Bingo soma 10

Dominó quadrado

Cartas com a face para baixo.

Cada jogador tira uma carta e tenta encaixar no dominó de forma e some 10.

Quando consegue pega um palito. Se não tiver jeito perde a jogada.

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.



46. Punta

60 cartas de 1 a 6

2 dados.

O jogador lança os dados, soma e usa as cartas para fazer somas que dêem o mesmo resultado.

Ganha quem usar todas cartas primeiro

Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação Objetivo: Atenção, cálculo mental, observação e estratégia.




48. Número mágico

O grupo em roda, contar de 2 em 2 no número mágico a criança vira para fora da roda.

Ganha que ficar por último.

Objetivo: Atenção, pares, contagem.



50. Mais ou menos

Caixa com 15 fichas

Cada um tira um punhado( tem que deixar um pouco na caixa)

E esconde para trás

Com o que tem nas mãos e na caixa tenta descobrir quem tem mais ou menos fichas

Quem gritar primeiro “ tenho mais ou menos” e tiver certo ganha.

Objetivo: Atenção, cálculo mental.



51. Coloque em ordem

4 copos com água para cada jogador

Com níveis diferente.

Quem colocar todos no mesmo nível primeiro ganha a partida.

Objetivo: Atenção, pensamento reversível, observação e estratégia.



53. Pé grande

Escolha um colega do seu grupo e use uma fita métrica para medir o pé

Ganha a equipe que tiver o maior pé.

Objetivo: observação e medida



Variação: colega mais alto



54. Medida de fita

Escolha uma fita e procure algo na sala que tenha a mesma medida que achar primeiro ganha.

Objetivo: observação e medida



55. Quantos cabem aqui?

Cada jogador faz uma estimativa, escreve no papel e guarda.

O grupo vai entrando no espaço até encher.

Aí cada jogador revela sua estimativa, ganha quem se aproximar mais da quantidade.

Objetivo: estimativa



56. Você tem irmãos?

Separe o grupo em 2

De uma ficha para cada um

Pergunte a cada um se tem irmão?

A pessoa não responde apenas coloca a ficha no pote se tiver irmãos.

Ganha a equipe que tiver mais irmãos.

Objetivo: contar



57. Usando histórias na matemática

Um redondo pode ser quadrado????

cada um recebe um círculo e faz um desenho do que um círculo pode ser e coloca na roda até formar uma história.

Objetivo: observação, atenção e reconhecimento de formas.



58. Lulu hawai

4 discos

1, 2, 3, 4

Os jogadores decidem de antemão quantas rodadas irão jogar. Eles se revezam no lançamento dos discos. Cada jogador tem dois lances antes de passar os discos para o próximo jogador. Para lançar os discos, o jogador segura os quatro discos com as mãos juntas e deixa-os cair na mesa ou no chão.

Se todos os discos caírem, com a face voltada para cima, o jogador fará 10 pontos e lançará os discos outra vez. O número de pontos que aparece no segundo lance é adicionado aos 10 do primeiro lance para obter o total.

Se um ou dois discos caírem com as faces para baixo, no primeiro arremesso, o jogador pegará somente esses discos e os arremessará de novo. O total é a soma de todos os pontos nos quatro discos após o segundo arremesso.

Vence o jogador que tiver a soma mais elevada no final

Objetivo: somar



59. Soma Dominó

Usando 4 peças( formando um quadrado

De forma que somando os lados dê:

Soma 3

Soma 6

Soma 8

Soma 9

Soma 10

Soma 16

O jogador que conseguir o desafio ganha a partida.

Objetivo: somar

60. Sempre 12

Tabuleiro de 4 espaços

60 fichas de 1 a 6

Colocar uma ficha de face para baixo.

Em cada rodada tentar comparar uma carta ( face para baixo) e completar os espaços.

Quando completar virar a carta, se não fizer 12( tanto pela soma como pela subtração) na próxima roda vá substituindo qualquer ficha até conseguir .

Objetivo: somar, subtrair, criar estratégias, antecipação.



61. Corrida da colher
1 colher com um cordão amarrado
2 grupos com o mesmo número de participantes enfileirados lado a lado

Ao sinal passar a colher com cordão dentro da manga de um lado e sair pela outra e assim sucessivamente até o último, ganha a equipe que conseguir primeiro.



62. corrida do par

 Seguir ordem aos pares:

Costa com costa

Pé com pé

Orelha com orelha


mão com mão



63. Guerra

Tabuleiro com 11 casas( 5 casa azuis uma branca 5 vermelhas)

1 dado

O jogador joga o dado e anda o nº de casa que sair em direção a última casa do se lado

Ganha quem conseguir levar a ficha até o final.



64. Todos se foram

Pote com vinte fichas

E dados

Quem conseguir esvaziar primeiro grita “ todos se foram” e vence a partida.


Jogos para comprar e fazer...

Jogos são caro, mas valem cada centavo.
Por isso eu digo que jogos não são um brinquedos, são investimento.
Há jogos que temos que comprar outro dá pra fazer...



Mico e baralho... obrigatório.

Cilada,
Esse jogo é fantástico dá tombo em muitos marmanjos...kkkkk.
Pra jogar sozinho tem 50 variações.

Amo esse daqui... QUINA
Fácil de fazer
1 tabuleiro quadriculado com 20 peças de cada cor para os jogadores.
Tem que alinha 5 pedras e adversário tem que impedir.

Pura estratégia

Torre de hanói

Levar a torre de uma extremidade para outra, porém nunca colocar uma peça maior por cima de uma menor.
Simples, mas show!
Pode ser jogado com 3, 4 , 5, 6 ou + discos.

Essa tenho história...kkkk.
Um dia levei esse jogo para uma turminha de pré e joguei na frente da professora que por sua vez foi jogar e após inúmeras tentativas desistiu.
Então, ensinei para as crianças e pedi para um menimo( 6 anos) jogar
E num segundo levou a torre para o outro lado.
A professora ficou pasma e se sentiu desafiada, me pediu para levar o joga para casa no fim de semana
e brincou até conseguir.

A matemática tem esse encanto de desafiar, provocar
E isso nós faz aprender e conhecer +!
Educação é isso: instigar!!!
Esse é 10!!!
( já deu para perceber que não consigo ter um preferido...kkkkk)

Jogo da velha tridimensional


Oráculo


 Cada criança recebe 10 bola de gode.
e deposita suas bolas na cor se tiver outra no lugar tem que ficar com ela.
Se cair no branco ela entra no oráculo e desaparece.

A dinámica é totalmente diferente, ganha que ficar sem bola primeiro.

Esse vale a pena oferecer para crianças de 5 anos...é ótimo!!!
Nessa idade a ideia de ganhar é ter +  e jogo propõe o contrário perder as bola para ganhar.




Cubra e descubra,
Muito bom!!!!


Xadrez

O rei do jogos!!!


Combate
Semelhante ao cilada, mas para jogar com duas pessoas.

Estratégia aqui é tudo!!!!

Senha, que não brincou???


MATIX
Vale a pena fazer um, muito bom!!!
A criança que não tem estratégia tenta pegar as peças com nºs grandes para fazerem + pontos,
porém a melhor estratégia é pegar as pequena primeiro.
E o legal é a criança descobrir isso.



Jogos que vocês podem fazer:






Domino 4 cores
simples, mas bem complexo para montar.
O objetivo é montar um quadrado usando essas
peças porém peças das mesmas cores não pode se tocar

Vale a pena ver as variações desse jogo e contar a história
desse conceito matemático criado para o desenho de mapas
que Lino Macedo apresenta nesse fantástico livro:
Quatro cores, senha e dominó: oficina de jogos em uma perspectiva construtivista e psicopedagógica.


Além de ser interessante é desafiador.

tabuleiro de centopeia gigante de 1,2 a 3metros.
tabuleiros de EVA
Jogo da velha cheio de velhinhas simpáticas...kkkkk
Memória 10
Faça 10
Alinhar o números em 4 na vertical, horizontal e diagonal
Somando 10
Ganha quem fizer + 10
Esse é ótimo para pensamento reversível...
Palavra secreta
Tem que descobrir qual a palavra secreta
usando a letra anterior ou posterior.



Quarto
Tabuleiro quadrante
4 fichas branca e 4 pretas
ganha quem conseguir a alinha primeiro as suas fichas.
Simples e dá trabalho.

mesmo estilo do faça 10

Tetra o mesmo tipo de jogo do 4 cores.


Sucaturi

Cobra de cordão com tubos de fitas com tamanhos, texturas e espessuras
para brincar e jogar.




De novo tubo de fitas...
pintinho do pescoço grosso ou fino...


+ tubo de elástico
jogo de argolas das formas e cores.

Ai...aiai
Cuidado com o jacaré!!!
Ele abre e fecha o bocão

Cuidado!!!
Vai comer seu braço...kkkkk



Gincanas...oba!!!!

Sempre que possível, promova gincanas
é a melhor maneira de testar o conhecimento e trabalho em grupo.


E para ajudar a ficar mais animada que tal uma aranha assassina???
Ai que medo!!!!

Quem perde anda um passo em direção a aranha
e quem chegar + perto morre...kkkkkk 



Ai... coitadinhos...
foram assassinados pela Aranha...kkkk



Lembra do jogo faça 10?
Aqui, são crianças fazendo e jogando...









Crianças na matemoteca...









Bibliografia que vale a pena...




CHATEAU, J. O Jogo e a criança. São Paulo: Summus Editorial, 1987.

KAMII, C; DEVRIES R. Jogos em grupo na educação infantil. São Paulo: Trajetória Cultural 1991

KAMII C. e HOUSMAN, L.B. Crianças pequenas reinventam a aritmética. Porto Alegre: Artmed, 2002.

KAMII C. e JOSEPH, L.L. Crianças pequenas continuam reinventam a aritmética. Porto Alegre: Artmed, 2005.

MACEDO, L. Quatro cores, senha e dominó: oficina de jogos em uma perspectiva construtivista e psicopedagógica. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.

MACEDO, L. de; PETTY, A.L.S. PASSOS N.C. Aprender com jogos e situações-problemas. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SMOLE, K. C. S. A Matemática Na Educação Infantil . Porto Alegre: Arttmed: 1996.


Ufa... ficou enorme essa postagem.
Vamos parar por aqui, logo logo trago + jogos.

Ah!
Sábado( 13/10/2010) estarei novamente na UFU - Universidade Federal de Uberlândia para
ministrar outro curso de matemática para séries iniciais e
depois divido com vocês + esse momento.
ok?
1000 Beijokas matemáticas!!!!
Dri

7 comentários:

Bruxinha de Pano disse...

Eu li a postagem até o final... ela está encantadora...motivante!!!

Gostaria de saber se você vai vender os jogos na Elo7?

Beijão

Débora Coruja

BRINKI-BOOK LOCADORA disse...

Adriana como você é dedicada no que faz.Gosto muito de visitar o seu blog
para me ¨alimentar¨dos seus sonhos e criatividade.Além de ter uma locadora de livros infantis faço acompanhamento pedagógico com crianças.Também sou uma inventadeira e suas idéias me inspiram.Obrigada.

Brink Happy - Locações de Brinquedos disse...

Olá Adriana...

Você sabe que nos deixou encantada na sua oficina de jogos matemáticos na UFU... eu simplesmente AMEIII.

Gostaria de parabenizá-la por todo amor que coloca em seus trabalhos.

Já repassei seu site para várias pessoas, com certeza será inspiração por práticas mais prazerosas em nossas salas de aula.

Parabéns e obrigada por compartilhar conosco!
Abraços,

Fernanda Cavanha Nobre

Professora Silvia disse...

Olá Adriana.. seu blog é um encanto... eu me identifiquei muito com a sua garra de fazer a educação! Eu também sou assim e como você resolvi compartilhar com os colegas de todo o Brasil... O seu trabalho é realmente um exemplo! Obrigada por dividí-lo conosco!!!!!
Abraços
Professora Silvia

Ivanise Meyer disse...

Oi, Adriana!
S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L!!!
Você sabe que sou sua fã, né?!
Eu amo esses jogos!
Esta postagem deveria ser lida e usada pelos professores.
Parabéns pela criatividade e disposição em compartilhar ideias maravilhosas para nosso dia a dia!
Beijinhos,
Ivanise :)

Bergilde Croce disse...

Simplesmente amei seu blog,registros inteligentes,criativos,propostas de atividades muito bacanas e que podem ser facilmente executadas pelos professores com seus alunos.
Pàrabéns pelo projeto.Já acompanhando também da Itália,
Bergilde

Fernanda disse...

Dri!!
Você como sempre: SUPER CRIATIVA!!
Bateu uma saudadeeee enooormeeeeeeeeeeee.
Parabéns pelo BLOGGER.
Te admiro muitão!
Beijo, Fer (Arco-Iris)